Agronegócio

Soja: Mercado foca espera pelo USDA e chuvas nos EUA para fechar com forte alta nesta 5ª na CBOT

O mercado internacional da soja, em uma sessão pré-relatório do USDA, fechou os negócios com fortes ganhos na Bolsa de Chicago. Os futuros da oleaginosa trabalharam durante toda a sessão em campo positivo e as posições mais negociadas terminaram o dia subindo quase 30 pontos e superando os US$ 10,00 por bushel.
300_2500_1_9544_4909_8202
Expectativas altistas para os números a serem divulgados pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) nesta sexta-feira (10), as adversidades climáticas ainda muito severas no Meio-Oeste americana e os fundos de investimento na ponta compradora do mercado foram os componentes, segundo explicaram analistas, para um cenário de estímulo às cotações.

Paralelamente, o mercado financeiro também se mantém no radar dos investidores. A Grécia tem uma nova reunião com o Eurogrupo neste sábado (11) para dar continuidades às discussões sobre sua dívida e continuidade na Zona do Euro, enquanto a China deu alguns sinais de recuperação depois que a agência reguladora de valores mobiliários decidiu proibir acionistas com participações maiores de 5% a venderem seus papeis nos próximos seis meses.

Expectativas USDA

O excesso de chuvas no Meio-Oeste dos Estados Unidos continua causando preocupação para os produtores americano e comprometendo o bom desenvolvimento da safra 2015/16 do país. O quadro, segundo explicam analistas, vem se consolidando com o principal fator de suporte para os grãos na Bolsa de Chicago.

E a ansiedade dos traders é saber se o impacto dessas adversidades climáticas sobre a nova safra já serão refletidas nos números desse boletim. Além disso, há ainda a espera pelos dados dos estoques finais de soja e milho dos EUA, uma vez que o reporte de estoques trimestrais do final de junho vieram com números bem abaixo das expectativas.

Safra 2014/15 – Para os estoques finais de soja da safra 2014/15 dos EUA, as projeções dos traders variam de 7,21 milhões a 8,98 milhões de toneladas. Assim, a média de de 7,95 milhões de toneladas é menor do que o número de junho de 8,98 milhões de toneladas.

Safra 2015/16 – As projeções para a safra de soja dos EUA variam entre 95,25 milhões e 105,73 milhões de toneladas. A média – de 103,26 milhões – é menor do que a estimativa de junho de 104,78 milhões de toneladas. A produtividade da oleaginosa está sendo esperado pelos traders entre 49,32 e 52,17 sacas por hectare, com média de 51,15 sacas e contra as 52,17 sacas estimadas em junho.

Há ainda a perspectivas de estoques finais de soja da nova safra também menores nos EUA, com projeções que variam entre 3,46 milhões e 12,25 milhões de toneladas, o que deixa a média em 10,29 milhões de toneladas abaixo das 12,93 milhões reportadas em junho.

Clima nos EUA

Nos Estados Unidos, as chuvas ainda registram acumulados elevados e estão acima da média nos principais estados produtores na região do Meio-Oeste do país. A região mais afetada, segundo explicam especialistas, é o leste norte-americano, responsável por 30% da produção de soja no país. Entre os estados mais atingidos estão Indiana, Illinois e Missouri.

Chuvas para os próximos 7 dias nos EUA – Fonte: NOAA

E as previsões mais alongadas – para os períodos dos próximos 6 a 10 e 8 a 14 dias – indicam chuvas ainda acima do normal para essa época do ano, porém, se direcionando para os estados mais ao norte dos EUA, como mostram os mapas a seguir, divulgados nesta quinta-feira pelo NOAA – departamento oficial de clima do governo americano.

Ainda nesta quinta-feira, o USDA trouxe os números das vendas semanais para exportação e no total, somando as operações com as safras velha e nova, o volume foi maior do que o da semana anterior.

Na semana que terminou em 2 de julho, os EUA venderam 242,5 mil toneladas de soja, contra 117,1 mil toneladas da semana anterior. Foram 41,4 mil da safra velha e mais 201,1 da safra nova. No acumulado da temporada 2014/15, as vendas americanas já somam 50,546 milhões de toneladas, com a estimativa dos USDA para as vendas totais de 49,26 milhões.

Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

Comentarios

Más popular

Arriba