Alto Parana

Crime que comoveu Luzerna SC

Caso Andressa: 04 anos de mistério e dúvidas
Há quatro anos, milhares de páginas de uma vida linda e repleta de sonhos deixaram de ser escritas. O lápis de Andressa Holtz deixou de escrever as linhas da sua felicidade na terra para desenhar o arco íris e o sol que todos os dias estão presentes em nossas vidas.
Naquela estradinha de terra onde ela brincava de ser feliz e depositava toda a sua felicidade, a insanidade e o abuso de um ser desconhecido apagou a sua luz. São quatro de anos de dor, tristeza e dúvidas. O que teria acontecido com Andressa? Todos se perguntam, apenas se perguntam. As indagações e as conversas confundem ainda mais o pensamento da comunidade e dos envolvidos na investigação que foi arquivada pela justiça.
Apesar do bandido não ter sido identificado, estando solto por aí, a única certeza que temos é que ele vai pagar a duras custas. Tudo o que se faz na terra, na terra se paga. Não tenho o direito de provocar o mal às pessoas e nem determinar o que é certo e errado, mas tenho certeza que o sono desse ser irracional deixou de ser tranquilo.
Ao seguir os dons de Deus através do catecismo e das suas doutrinas, Andressa desapareceu. “Vinde a mim as criancinhas, por que delas é o reino dos céus”, trecho bíblico contido em três evangelhos transmite a sensação que, apesar da dor e do sofrimento , nos conforta que ela foi bem recebida no reino dos céus.
A sociedade está vivendo um colapso. Vidas de pessoas inocentes estão se perdendo e nada, de forma eficaz, está sendo feito. O caso Andressa é um deles. Não podemos deixar isso cair na vala do esquecimento e de punir quem cometeu este crime bárbaro. Aquela criança inocente que brincava na terra e que olhava para o céu com uma vontade muito grande de ser feliz, precisa de nós. A alma dela precisa descansar.
Famílias, cuidem das crianças. Preservem o dom da vida e ensinem o que realmente é bom, deixando de lado pensamentos vagos de uma sociedade esvaída de caráter e amor. Só nós podemos mudar essa história, ou será que vamos esperar mais algumas vidas se perderem para começar a remodelar o nosso pensamento? Justiça já!
Angelo Junior Radavelliandressa

Comentarios

Más popular

Arriba