Brasil

Segurança de creche ateia fogo em crianças; cinco morreram, 40 estão feridos

Pelo menos quatro crianças e uma professora morreram queimadas em uma creche em Janaúba, no Norte de Minas, na manhã desta quinta-feira (5). Segundo as primeiras informações da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, o guarda do Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente, no Bairro Rio Novo, ateou fogo em algumas crianças e em seu próprio corpo. Ele está no hospital em estado grave. A creche Cemei Gente Inocente, atende crianças de 2 a 4 anos.

Há divergência no número de mortos na tragédia. Inicialmente, os bombeiros falaram em seis crianças mortas, mas depois atualizaram o número de mortos para quatro pessoas – dado confirmado pelo Samu. De acordo com dados da Polícia Militar, quarto crianças e uma professora morreram.

O número de feridos ainda não foi divulgado, mas, segundo a assessoria do Hospital Regional de Janaúba, cerca de 40 pessoas, entre crianças e adultos, deram entrada na unidade de saúde. Entre os pacientes, 15 respiram com a ajuda de aparelhos.

Familiares das crianças, bombeiros e policiais estão no local. Foto: Reprodução/Estado de Minas

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), vai a Janaúba, no Norte do estado, acompanhar o socorro às vítimas e as investigações sobre a tragédia. O chefe do Executivo determinou a criação de um posto de comando emergencial na cidade. Duas unidades do Samu de Janaúba estão no local e equipes de cinco cidades do Norte de Minas estão em deslocamento para atendimento da ocorrência.

A Polícia Militar informou que uma aeronave da PM está no local para socorrer as vítimas. Ainda segundo a PM, um avião do governo do Estado está saindo de Belo Horizonte para Janaúba para transportar os feridos até o Hospital João XXIII, na capital mineira, que é referência em tratamento de queimaduras em Minas. O helicóptero Pegasus da corporação já está no local com uma equipe do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) prestando os primeiros socorros.

Sem suporte

Por meio das redes sociais o Hospital Regional de Janaúba está pedindo doações de materiais, visto que o hospital não estava preparado para uma tragédia dessas.

Comentarios

Más popular

Arriba