Ciudades

50 EMPRESAS BRASILEIRAS BUSCAM NEGÓCIOS NO PARAGUAI E NA BOLÍVIA

Uma comitiva de empreendedores brasileiros embarcou nesta semana rumo ao Paraguai e à Bolívia numa missão da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). São 50 pequenas e médias empresas que vão aprender e fazer negócios fora do país.

É a segunda vez que a Apex realiza a missão internacional, que termina no próximo dia 17 de maio. Como da primeira vez, a comitiva só tem empresas integrantes do Programa de Qualificação para Exportação (PEIEX), um projeto voltado à capacitação para exportar.
PUBLICIDADE:

De acordo com a Apex, a expectativa da missão é gerar US$ 48 milhões com negócios nas áreas de máquinas e equipamentos, alimentos e bebidas, casa e construção e higiene e cosméticos.

A missão começa no Paraguai, onde terá paradas em Santa Rita e Assunção. Após a etapa paraguaia, a missão segue para a Bolívia no dia 13 de maio, mais especificamente para Santa Cruz de la Sierra, um dos principais polos industriais do país. Em ambos os países, os empreendedores vão participar de rodadas de negócios, fazer visitas técnicas e prospectar novos parceiros.

Mercados
A Apex escolheu os países Paraguai e Bolívia para a segunda edição da Missão PEIEX pelo sucesso da primeira edição, realizada em 2016, quando 45 empresas brasileiras realizaram 619 reuniões e negociaram cerca de US$ 44 milhões.

Além disso, os paraguaios e os bolivianos, em função de análises obtidas por meio dos estudos de inteligência da Apex-Brasil, são importantes parceiros comerciais do Brasil e integram o Plano Nacional de Exportação.
CDE NEWS.
PUBLICIDADE
El mayor medio de comunicacion de la frontera, Ciudad del Leste e Foz do Iguaçu
www.cdenews.com
con FM CDE news
espresas del grupo www.capitanbado.com

Nos últimos anos, o Brasil tem sido um dos maiores parceiros comerciais de Paraguai e Bolívia. Em 2015, o Brasil foi o país que mais exportou ao Paraguai, sendo responsável por 25% das importações do país (US$ 2,56 bilhões), superando a China (23%) e a Argentina (12%).

Ainda em 2015, o Brasil também foi um dos principais parceiros comerciais da Bolívia, alcançando 16% das importações do país (US$ 1,53 bilhão), atrás da China (17%) e superando o Chile (11%).

Segundo o Mapa Estratégico de Mercados e Oportunidades Comerciais para as Exportações Brasileiras da Apex-Brasil, existem diversas oportunidades de negócios para as empresas brasileiras em ambos países, nos setores da missão: Alimentos & Bebidas (Soja, sucos, cereais, frutas, laticínios, carnes e alimentos industrializados); Máquinas & Equipamentos (automóveis, máquinas agrícolas e industriais, aparelhos de ar condicionado); Casa & Construção (móveis, materiais elétricos e produtos cerâmicos); e também para cosméticos e produtos de higiene pessoal.

PUBLICIDADE.

Comentarios

Más popular

Arriba