Conectate con nosotros

Agronegócio

Incidência precoce da ferrugem da soja desafia produtores

Publicado

en

A ferrugem-asiática da soja chegou mais cedo nas lavouras comerciais na safra 2018/2019, acompanhando a implantação antecipada das lavouras, logo após o término dos períodos de vazio sanitário. Até agora há 55 relatos de ferrugem em seis estados – Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul. “A semeadura cedo, associada às plantas de soja voluntárias (guaxas) com ferrugem que sobraram do vazio sanitário e as condições favoráveis, com chuvas bem distribuídas, fez com que as primeiras ocorrências fossem antecipadas em até um mês em relação à safra 2017/2018”, explica a pesquisadora Claudia Godoy, da Embrapa Soja.

A dificuldade para manejar a doença será ainda mais complexa nos estados em que a semeadura foi mais tardia, a exemplo do Rio Grande do Sul. Nessa safra, a pesquisadora Leila Costamilan, da Embrapa Trigo, diz que as chuvas frequentes e em altos volumes, em outubro, atrasaram os plantios. “Também fizeram com que, em algumas áreas, ocorressem replantios devido à morte de soja, causada pela doença podridão radicular de fitóftora”, destaca a pesquisadora. Mesmo assim, a ferrugem foi relatada 10 dias mais tarde, nesta safra, do que na safra 2017/2018.

Além disso, no RS há o agravante de não haver a adoção do vazio sanitário. Leila diz que há relatos de ferrugem em plantas voluntárias de soja, que sobreviveram ao inverno em várias regiões, e em kudzu, indicando a presença de esporos do fungo. Até agora, há 11 relatos de focos da doença, em áreas comerciais. “Alguns produtores conseguiram semear cedo, o que ocasionou uma grande janela de semeadura. As primeiras áreas semeadas irão produzir inóculo para as áreas que semearam mais tarde”, explica.

Relatos do agrônomo Laercio Hoffmann, da Syngenta, reforçam a ocorrência de ferrugem da soja em kudzu, uma planta que é hospedeira da ferrugem, e também em soja voluntária, que nasceu espontaneamente e não faz parte das lavouras semeadas. “A ferrugem está chegando muito cedo nas lavouras comerciais e as condições climáticas são favoráveis para a doença”, diz.

Por isso, a pesquisadora Cláudia Godoy, da Embrapa Soja, enfatiza a necessidade de se intensificar o monitoramento da doença e também manejar adequadamente a ferrugem. Godoy orienta os produtores a consultarem os resultados de eficiência dos fungicidas para o controle da ferrugem e utilizar os multissítios para aumentar a eficiência de controle. Consulte a publicação: Eficiência de fungicidas para o controle da ferrugem-asiática da soja, Phakopsora pachyrhizi, na safra 2017/2018: resultados sumarizados dos ensaios cooperativos.

Ferrugem na safra 2018/2019 – O primeiro relato no site do Consórcio Antiferrugem em Porto Mendes (Marechal Cândido Rondon), PR, em 31 de outubro, cadastrado pelas cooperativas Copagril e Copacol. As ocorrências de ferrugem-asiática na safra podem ser verificadas no mapa do site do Consórcio Antiferrugem. De acordo com Godoy, o principal objetivo do Consórcio é informar as ocorrências regionais para alertar o produtor sobre a chegada da doença. “Como o fungo da ferrugem se dissemina facilmente pelo vento, com o alerta, o produtor pode proteger sua lavoura, evitando perdas de produtividade”.

Fonte: Embrapa

Sigue leyendo
Comentarios

Agronegócio

Disponemos de 2.700 hectáreas mecanizada para soja en Santa Rosa del Aguaray . 850 kg/hts

Publicado

en

Consulte precio y disponibilidad!
whassap. +595 972 498954

ANUNCIE AQUI… NOS VENDEMOS
CONTACTO. WHASAP:+595 984 202944

Inmobiliaria CAPITANBADO oferece serviços exclusivos para você que está em busca de um imóvel para comprar ou alugar. Além de poder pesquisar em nossa base de dados, você conta com diversas ferramentas que vão lhe ajudar na busca do seu imóvel. Aproveite!

Inmobiliaria CAPITANBADO conta com dezenas de ofertas de casas, apartamentos, chácaras, sítios, fazendas, terrenos e conjuntos comerciais. Essas ofertas são enviadas e atualizadas diretamente pela imobiliária, corretores, por esse motivo, temos a maior variedade de propostas em imóvel para todo tipo de cliente.

Deseja comprar uma área, no Paraguay ou no Brasil.?

A Inmobiliaria CapitanBado, Imóveis possui hoje mais de 300 áreas rurais e urbanas à sua disposição, algumas delas estão catalogada em nosso site.

Contamos também com parceiros em todos os estados brasileiros,e em todo o Paraguai aptos a encontrar o imóvel adequado a sua necessidade!

Aproveite nosso trabalho e venda ou arrende sua propriedade com segurança!

Com nossos canais de marketing, podemos ajudar na concretização de arrendamentos ou compra em todas as regiões do Paraguai!

A fazenda que o empresario quiser comprar em qualquer região do Paraguai, aqui você vai encontrar..

INMOBILIARIA CAPITANBADO:VENHA FAZER UM BOM NEGOCIO.!!
WWW.INMOBILIARIACAPITANBADO.COM

Sigue leyendo

Agronegócio

ARRENDA. 2.000 HAS EN SANTA ROSA AGUARAY

Publicado

en

ARRENDAMOS TERRA ROXA PARA LAVOURA, Tipo Premium. Uma Areá de 2.000 hectareas – em Santa Rosa del Aguaray.

Consulte precio y disponibilidad!
whassap. +595 972 498954

ANUNCIE AQUI… NOS VENDEMOS
CONTACTO. WHASAP:+595 984 202944

Inmobiliaria CAPITANBADO oferece serviços exclusivos para você que está em busca de um imóvel para comprar ou alugar. Além de poder pesquisar em nossa base de dados, você conta com diversas ferramentas que vão lhe ajudar na busca do seu imóvel. Aproveite!

Inmobiliaria CAPITANBADO conta com dezenas de ofertas de casas, apartamentos, chácaras, sítios, fazendas, terrenos e conjuntos comerciais. Essas ofertas são enviadas e atualizadas diretamente pela imobiliária, corretores, por esse motivo, temos a maior variedade de propostas em imóvel para todo tipo de cliente.

Deseja comprar uma área, no Paraguay ou no Brasil.?

A Inmobiliaria CapitanBado, Imóveis possui hoje mais de 300 áreas rurais e urbanas à sua disposição, algumas delas estão catalogada em nosso site.

Contamos também com parceiros em todos os estados brasileiros,e em todo o Paraguai aptos a encontrar o imóvel adequado a sua necessidade!

Aproveite nosso trabalho e venda ou arrende sua propriedade com segurança!

Com nossos canais de marketing, podemos ajudar na concretização de arrendamentos ou compra em todas as regiões do Paraguai!

A fazenda que o empresario quiser comprar em qualquer região do Paraguai, aqui você vai encontrar..

INMOBILIARIA CAPITANBADO:VENHA FAZER UM BOM NEGOCIO.!!
WWW.INMOBILIARIACAPITANBADO.COM

Sigue leyendo

Agronegócio

Milho transgênico não provoca câncer em ratos

Publicado

en

Descoberta desmistifica o infame ‘pseudo estudo’ do biólogo molecular francês Gilles-Eric Séralini

Um estudo conduzido por 18 pesquisadores independentes de várias instituições técnicas da Europa concluiu que o consumo de milho NK603 resistente ao glifosato não tem efeitos adversos em ratos da linhagem Wistar Han RCC. Os resultados da investigação foram publicados nos anais científicos “Archives of Toxicology” (Arquivos de Toxicologia), no portal Springer Link.

Esta nova descoberta desmistifica o infame ‘pseudo estudo’ do biólogo molecular francês Gilles-Eric Séralini, segundo o qual o milho NK603 teria causado tumores em ratos de laboratório. Publicado na Revista Food and Chemical Toxicology (Toxicologia Alimentar e Química) em 2012, o trabalho foi desacreditado e banido da publicação científica em função de seus diversos erros de condução e conclusão.

Agora, um novo estudo foi financiado pela Comissão Europeia para testar a potencial toxicidade subcrônica e crônica, bem como a carcinogenicidade do milho NK603 através da realização de ensaios de alimentação de 90 dias e 2 anos. Desta vez, porém, todos os procedimentos seguiram as diretrizes da OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico) para testes de produtos químicos, bem como as recomendações da EFSA (Autoridade Europeia para a Segurança Alimentar) para testes de segurança de alimentos integrais e rações em animais de laboratório.

Os resultados mostraram que a alimentação do NK603 tratado com e sem glifosato não tiveram efeitos adversos nos ratos. Os pesquisadores apresentaram recomendações sobre a justificativa científica e o valor agregado dos ensaios de alimentação de longa duração no processo de avaliação de risco de plantas geneticamente modificadas.

Veja aqui o artigo científico: Lack of adverse effects in subchronic and chronic toxicity/carcinogenicity studies on the glyphosate-resistant genetically modified maize NK603 in Wistar Han RCC ratsFonte: Agrolink

Sigue leyendo

Más popular