Agronegócio

Soja tem nova variedade que promete salto de produtividade

Tecnologia lançada pela empresa Bayer também é resistente a lagartas, incluindo a helicoverpa Armigera e será testada por mais de 200 produtores no Brasil
projetosojabrasil
Daniel Popov, de São Paulo
Quem vive no campo já ouviu falar que o lançamento de tecnologias inovadoras demoram em torno de 10 anos para chegarem nas fazendas. Ao que tudo indica esse será o prazo aproximado para que a nova variedade de soja Intacta 2 Xtend chegue ao mercado, em meados de 2021. Ela não só promete um novo salto de produtividade, como também é resistente as principais lagartas da cultura e aos agroquímicos para combate de plantas daninhas.

O fato de a Bayer lançar essa tecnologia não é uma novidade, já que foi apresentada ao público, no início deste ano, em diversas feiras agropecuárias. E para que tudo isso chegue aos produtores de soja do país, a estrada é longa.

O primeiro passo para este lançamento já foi dado e a empresa começou por Sorriso, em Mato Grosso, onde os produtores puderam ver pela primeira vez esta nova soja plantada (em pequenas áreas de apresentação, é verdade). “Apresentamos pela primeira vez essa soja plantada. Nas feiras só falamos dela. Lembrando que é exclusiva para o Brasil e depois será expandida para a América do Sul”, diz o gerente de lançamento da tecnologia Intacta 2 Xtend para a América do Sul, Fábio Passos.

Em resumo a soja com a tecnologia Intacta 2 Xtend ampliará o controle de plantas daninhas, resistência contra lagartas e um salto na produtividade média. “A revolução que ela traz é outro patamar de produtividade, aliado a uma série de ferramentas que ajudarão a atingir estes resultados”, afirma Passos.

Plantas daninhas

A nova variedade ampliará o controle de plantas daninhas, incluindo as de folhas largas resistentes ao glifosato, como buva, caruru, corda-de-viola e picão-preto. Outro aspecto importante é a adição de um gene que faz com que a planta seja tolerante ao herbicida dicamba, além do glifosato, o que a torna um novo recurso para o agricultor, possibilitando a adição de mais um mecanismo de ação para a cultura de soja e contribuindo também para o manejo da resistência.

“Para áreas de difícil controle de plantas daninhas, os produtores poderão começar a usar o dicamba, que aliado ao glifosato ajudará a erradicar as invasoras. A nova tecnologia já é resistente a estes químicos”, conta.
https://tv.uol/17Xg0

Comentarios

Más popular

Hasta arriba