Conectate con nosotros

Fronteira

Padre sertanejo acusado de ostentação cobra entrada de idosos para assistir programa

Publicado

en

Uma prática nada convencional em programas de auditório da TV aberta foi adotada pela RedeTV! com seu recém-contratado Alessandro Campos, o “padre sertanejo’: para participar da plateia da atração matinal, cada pessoa precisa desembolsar o valor de R$ 35. E a emissora diz que é alta a procura por um assento no estúdio do religioso.

O curioso nessa história é que o programa do padre é o único em toda a RedeTV! que cobra uma taxa de participação de seus convidados.

Para participar dos programas de auditório das grandes emissoras do país, como Globo, SBT e Record, os convidados não precisam desembolsar um centavo sequer.

A reportagem procurou o padre sertanejo para saber qual o destino de todo esse dinheiro arrecadado com a “bilheteria’ de seu programa, mas sua assessoria de imprensa não respondeu até a conclusão deste texto.

Na Rede Vida, emissora em que ele apresenta outro programa, o religioso faz a mesma cobrança da taxa para participar da plateia. E o destino do dinheiro que ganha com esse público também é um mistério.

No site Reclame Aqui, há inúmeras reclamações de senhoras de idade que pagaram pelo ingresso na esperança de ter algum tipo de contato com o padre sertanejo, mas alegam que não puderam se aproximar do artista para tirar uma selfie. Algumas relatam até da falta de atenção e do descaso da equipe de produção da atração.

O colunista Ricardo Feltrin, do UOL, chegou a dizer que o religioso foi acusado de ostentar uma vida de luxo. Em sua defesa, ele alegou não ter feito nenhum voto de pobreza perante a Igreja Católica.

MS NEWS

Sigue leyendo
Comentarios

Publicidad

Más popular